- até que toda morte se vá ...

sexta-feira, 27 de novembro de 2009
Respire em mim ... fundo
Para que eu respire ... e viva
E me abrace apertado para que eu possa dormir
Suavemente segura por tudo que você me dá .

Venha me beijar , vento , e tire meu fôlego
Até que você e eu sejamos um só
E dançaremos entre os túmulos
Até que toda morte se vá .

E ninguém sabe que existimos
Nos braços um do outro
A não ser aquele que soprou o hálito
Que me esconde livre de todo mal.

Venha me beijar , vento , e tire meu fôlego
Até que você e eu sejamos um só
E dançaremos entre os túmulos
Até que toda morte se vá .

A CABANA .♪

2 pessoas bobearam:

  1. Bami disse...:

    Muito fofo esse poema! Romântico tbm! *-*
    Bjooss